VENTOS
Ligi@Tomarchio®

Doces ventos segredam seus rumos
à princesa atenta aos sussurros.
Clarividência é privilégio dos deuses.
Do alto castelo ela pressente o caos.

Não pode mudar o destino
dos súditos, mundo, universo...
Coração em prantos e alquebrado
cora diante da visão dantesca!

Ao redor do castelo, soldados em forma,
aguardam a ordem para glória!
Não há orgulho em seu semblante
tão pouco alegria!

Deixa a mão acenar ao vento
com o olhar fixo no horizonte...
Perdeu-se em seus delírios...
Não há mais príncipe ou trono
apenas as grades da janela!
 
***

*Tradução para o espanhol:


VIENTOS
Ligi@Tomarchio®

Dulces vientos secretean sus rumbos
a la princesa atenta a los susurros
clarividencia y privilegio de los dioses
del alto castillo ella presiente el caos.

No puede cambiar el destino
de los súbditos, mundo , universo...
corazón en llantos y quebantado
averguenzase delante de la visión dantesca!

Alrededor del castillo, soldados en forma
aguardan la orden para la gloria!
no hay orgullo en su semblante
tasn poca alegria!

Deja la mano en ademan al viento
con el mirar fijo en el horizonte...
se perdió en sus delirios...
no hay más principe otrono
apenas las rejas de la ventana!

Ligi@ Tomarchio®
SP-15/12/03
 

 

Música: Melody in F, by Anton Rubinstein

 

 

Voltar Menu

 

Editado por Ligi@Tomarchio®