MARESIA
Ligi@Tomarchio®



Em horizonte azul permaneciam
delícias murmurantes ondulando
e olhares puros, a remar, nasciam.

Escaldantes, os grãos, amarelando
refletem o infinito transparente
de sonhos cristalinos resvalando.

Do morro, arraigado, transcendente
brancas nuvens dissipam devaneio
voam olhares pelo sol ardente.

Baila surfista no solar anseio
de ver a sagração d'um abissal
sentir terral na pele sem receio
ser ele o próprio móbile de sal.

 

 

  Música: Vozes no Mar, by Madredeus

 

 

Voltar Menu