Dueto

Judia/Mulher
Soraia Maria Lopes Martins/
Ligi@Tomarchio®

 

 

 

Mulher de afetos sofridos
Sonhos traídos
Desejos roubados

Sinto o mesmo enquanto mulher
Sou uma qualquer do mundo
Imenso viver de raças e credos


Mulher de verdades sombrias
Encantos perdidos
Belezas escondidas

Sou mulher de muitas verdades
Múltiplas cores acolhidas
Em Universo único

Mulher de dores impostas
De medos construídos
De alma marcada

Dores são presentes para o crescimento
Minh'alma também é marcada
pelos medos ancestrais

Judia
Mulher grande
Espírito gigante

És gigante
Sou amante do belo
Filha do mesmo Pai

Tu és parte da nossa carne
Essência de nosso Pai
Tu és cada Ser do cosmo

Judia és parte de mim também
Tenho a essência Divina
Sou um Ser do cosmo

Somos todos filhos da mesma semente
Somos unidos pelos laços infinitos
Da Essência Maior

Ser Superior nos orienta
Amar ao próximo como a si mesmo
Somos todos irmãos

Nossa referência é única e absoluta
Ligados pela nervura
Que nos faz inseparáveis

Absolutamente
Ligadas
Inseparáveis mulheres

Quem pensa ser diferente
Habita o profano da vida
Desconhece a verdade Divina

Verdade esta que acalanto
Na espera que todos
A compreendam

Quem ousa atacar uma judia
Ataca a si e a todos
Negando a lei universal - que se impõe na construção da vida

Profanos falsos deuses
Poderosos intrusos sem amor
Impostores que negam a própria existência

Quem vive num mundo regido
Por sentimentos de mal-querer
Esquece que a vida é eterna e cíclica

Os maus receberão de volta
Todas maledicências proferidas
É a lei de causas e efeitos

Judia é mulher surgida
Plantada e acolhida
Pela vida infinita

Não sou judia mas poderia ser
Somos iguais, amamos
Nascemos e morreremos

Vida que jorra no peito
Qual cachoeira cristalina
De força sublime intensa

Nossa força é cristal lapidado
Pela dor e amor ao próximo
Nos banhamos nas mesmas águas

O mar é feito de gotas
Cada gota é imprescindível
Para que sejamar

Sou uma das gotas
E me orgulho em ser
Não quero ser oceano

O mar um dia oceano
Renova suas águas
Apura suas gotas

A cada dia no mar
Renovadas minhas forças
"Sou"

Então a mulher judia renasce Estrela e Sereia
Pérola rara
As outras- OSTRAS

És Estrela, Sereia, Pérola rara
Eu, Ostra
Nasces em minhas entranhas

A Pérola perfuma os olhares mais bonitos
As Ostras se fecham perdidas
A Pérola faz laços de vida
As Ostras se perdem nos Nós de suas vidas.

Vivo fechada para não deixá-la sofrer
Não há Nós que nos separem da vida
Apenas somos unas
Acolho-te sempre! 

 

 

 

 

 

 

 

Música: Mask Frame Alien

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar Menu

 

 

 

 

 

 

 

  Art by Ligi@Tomarchio®