CATIVEIRO
Ligi@Tomarchio®


Incrustado na bruma
- o luar
as águas rodopiam
intenso descobrir
- não revela
o amanhã breve
talvez desnude
- mudo
em surdo remoer
- subvertido
à claridade vã
de profundas lidas
no afã de acordar
- o reencontro.

Um maremoto ensolarado
nas profanas esperanças
- submerso
interino entre pedras
- o pernoite
suposto e cruel
- permanecido
sereno éter
vapor cósmico
insípido sabor
- pasmo
borralho úmido
- engasgado
- cristal bruto
- âmbar
- esmeralda pálida
girinos sobrevoando
toda existência contida.

 

 

Música: Ária  de Bach

 

 

Voltar Menu

 

Editado por Ligi@Tomarchio®