Vilma Galvão

Em Busca do Amor

Corro em busca de um amor,
alguém que me transforme inteira,
alguém que com apenas um sorriso
possa me trazer de volta toda felicidade perdida...
Alguém que não tenha medo de se arriscar,
que me conheça profundamente
e siga comigo um só caminho.
Estou em busca desse amor,
que me chegue urgente,
que me tire da solidão
e consiga me acalmar a alma.
Um amor que não meça esforços para amar,
que fique comigo a qualquer tempo,
que aceite o meu coração,
machucado,
perdido
e quase sem esperanças...
Procuro este amor perdido,
que devolva o meu riso
e minha existência.
Que me prove todo dia que vale a pena viver,
apenas por estar amando.
Corro em busca de uma história de amor,
dessas que já não se contam por aí,
um amor que arranque a lucidez
que provoque sensações diferentes.
E mesmo sendo loucura ter esperanças,
continuo a esperar por este AMOR...

 

Amor Além da Tela

Hoje somos sonhos,
cumplicidade
harmonia
amor...
Amanhã, talvez sejamos
uma história
uma lágrima
ainda vivos
ou ainda sonhos

Tenho medo, lhe entristeço...
Medo do que sinto em meu coração,
do pulsar acelerado
dessa saudade constante
da felicidade em pensar em você.

Tenho medo dessa força
que nos faz estar sempre em sintonia
desse desejo de tocar
e sentirmos um ao outro

Medo do sentimento
que nos faz ir muito além
do que a nós é permitido
Atravessar a barreira da tela
e podermos sentir nossos toques...

Loucura,
talvez...
As mãos que tudo dizem,
traduzindo os desejos do corpo e do coração...
O silêncio no olhar,
a procurar pelas respostas
a brilhar,
não ser visto,
não poder expressar.

Ao nos encontrar,
somos dois a buscar carinhos...
esquecemos das horas, que parecem correr
e esquecer do próprio tempo.

Ao nos encontrar,
o medo
a busca,
a saudade,
o desejo...

O medo de perder o momento,
a busca de nossas alegrias,
a saudade contida de todos os dias,
e o desejo de tocar
o intocável...

 

Permaneço em Você

Sou eu,
este grito dentro de você...
Pedindo morada,
fazendo-se constante,
desfazendo a calmaria dos seus pensamentos.

Sou eu,
esta vontade de fazer alguma coisa
e não saber por onde começar,
enlouquecendo as idéias,
revirando os sentidos.

Sou eu,
dentro de você que incomoda tanto,
que pede passagem.
Se instalou em seu coração
e não pretende mais sair.

Sou eu,
a minha imagem,
a saudade que dói
o amor que você teima em esconder.

Entrei em você,
mudei sua vida,
te fiz sentir medo de perder,
estive ao seu lado quando precisou...

Hoje,
você amedrontado não sabe o que acontece,
e eu lhe digo:
Sou eu em você,
ainda estou viva aí dentro,
mesmo que não queira,
mesmo tentando o tempo todo
disfarçar a sua dor.

Vou estar aí dentro por muito tempo,
porque o que vivemos
não foi apenas um caso,
foi quase uma vida, mesmo que em pouco tempo,
porque mudamos um pouco o mundo,
porque algo mudou dentro de nós,
porque a palavra "amor" para nós
era ouvida de maneira diferente,
porque juntos encontramos um sentido
para vários acontecimentos...

Vou permanecer em você,
e ainda que sinta a minha distancia
e com ela chegue a ficar mais tranqüilo,
ainda assim... vou permanecer em você,
e isso você não pode mudar,
não antes do tempo certo,
pois acredito que o nosso tempo
ainda não terminou,
e que temos muitas coisas a resgatar juntos...

Não lute!
Não fuja!
Fique e deixe que eu permaneça em você...

 

http://www.vilmagalvao.com/

 

 

Música: By Invierno

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®