Maria José Zanini Tauil

O Poder dos Poetas  

O que o poeta
comunica
não está
nas palavras
que escreve

Nas entrelinhas,
existem músicas,
mensagens outras
que o poeta diz...

Há palavras
que só existem
em vôo...
Se aprisionadas,
morrem

São como pássaros
engaiolados

Por isso,
não subjugo
meus versos
à escravidão
das rimas

Só poetas
são capazes
de fazer flor brotar
em geleira

De comunicar
cores
e formas
para indiferentes


De mostrar
as belezas
das sonatas de Mozart
aos surdos

as belezas
dos quadros de Monet
aos cegos...

Poetas
não se perdem
no seu cotidiano
Eles podem
salvar o mundo...

Deus
lhes concedeu
poder
de com a palavra,
fazer os que têm
braços congelados
se abraçarem,
se amarem,
se aquecerem...

 

Suicídio

uma lágrima
quer se precipitar
perscruta
o caminho
que vai seguir
sem obstáculos
a lhe impedir
planeja a descida
como pequeno
riacho
impenetrável
líquida
sinuosa
se destacando
brilhando
cristalina
e submergindo
levando
no curto percurso
a bagagem
da dor
do fim
de uma linda
história de amor

 

No Palco da Vida

Nesse palco muitas vezes
as luzes me ofuscaram
a retina...

Muitas vezes as lágrimas
desceram em surdina
Grandes estréias
Belas platéias
noites de júbilo
e noites vazias...

Nesse palco
dancei o tango argentino
no ritmo de Gardel
E no peito agasalhei
Meus dois grandes troféus
A minha consagração

Foi só nesse papel
que eu me superei
e me tornei
estrela!

 

http://www.poesiasemensagens.com.br/tauil/principal.htm

 

Música: Em Algum Lugar do Passado

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®