Sueli Aparecida Donario

Campos - Safira Lilás®

Vou fazer 46 anos bem vividos em 02 de Novembro de 2005, casada e com 2 filhos adultos (Rodrigo 24 e Alex 22)
Sou Metroviária e nasci em São Paulo/SP, moro em Guarulhos /SP, próxima da capital do Estado de São Paulo, praticamente colada à cidade de São Paulo, ambas centros urbanos muito movimentados, estou aqui há pouco tempo e ainda conhecendo o lugar aos poucos. Depois de 13 anos vivendo em uma cidade do interior, voltei para a agitação da cidade grande.
Comecei a escrever quando menina ainda, umas poucas linhas que me pareciam infantis demais, mas que aos poucos aprendi a apreciar como meu primeiro passo para escrever e hoje já admiro o que escrevia, são minhas crias e eu as amo como filhas.
Não houve uma influência no começo, apenas escrevia o que sentia, depois sim passei a ler muito, autores de muitos estilos e acredito que todos me influenciaram de forma positiva, embora eu não me considere uma escritora, deixo desabrochar meus sentimentos.
Uma forma muito estimulante de divulgação adveio com a Internet, onde conheci pessoas especiais que muito me incentivaram a perder o medo e a vergonha de mostrar meus escritos. Amigos maravilhosos como Vanderli Medeiros, Delasnieve Daspet, Lídia Eugênia, Zena Maciel, Ligia Tomarchio, Celito Medeiros e muitos outros queridos foram os primeiros a ler e o carinho destas pessoas continua a me impulsionar até hoje.
Meu primeiro trabalho foi em um concurso literário promovido no Colégio onde estudava em 1974 e ganhei o primeiro lugar, foi um fato muito marcante para mim, o texto de nome Morte Vital era uma apologia aos desejos de bem estar do mundo, depois ganhei no ano seguinte com o texto Cristo Mate-me ou Perdoe-me, sobre uma adolescente grávida que realiza um aborto, um texto muito forte para a época, quando ainda não se falava muito sobre este assunto.
Ainda não escrevi um livro....já tive dois filhos e já plantei minha árvore , mas o livro ainda não escrevi.
Sou uma pessoa simples, de hábitos corriqueiros, mas que também tem suas vontades excêntricas, como a madrugada....para mim é a melhor hora, para qualquer coisa, sossego e tranqüilidade no silêncio da noite....adoro a natureza e a vida caseira, talvez até porque meu trabalho é em um ambiente muito atribulado (Metrô de São Paulo) esta necessidade de calma seja mais premente.Como escritora (coisa que não sou) escrevo quando sinto necessidade, ou quando alguma inspiração me estimula, às vezes um texto de outro autor me inspira a criar novas idéias complementares, mas em geral não tenho um motivo ou assunto específico, normalmente escrevo de momento, sem estudar muito o que está saindo.
Qualquer lugar serve para escrever, pode ser num guardanapo em uma lanchonete ou um papel toalha enquanto seco as mãos no lavabo, tudo depende de que está acontecendo, se a inspiração para escrever vem, é bom ter uma caneta à mão, tenho meu escritório em casa, mas não é nele que crio minha predileções, no futuro quero escrever sobre os lugares que conheci, sobre as belezas da natureza, suas gentes e costumes.
Escrever é um prazer indescritível para mim.
Tenho minha Home Page http://geocities.yahoo.com.br/safiralilas com algumas coisas de minha autoria e outras de amigos.

A MÁSCARA RAINHA

Dentre os meus males sentidos
Todos os meus bens querendo
Tolos sentimentos, tão queridos
Mas quase só amor, morrendo

Dependentes, nos mais que falidos
Salvos com puro amor, devendo
Proibidos, sem ter alvos lascivos
Completos no profundo ser, vivendo

Sempre tão egoístas no fim
A memória só, foge enfim
Recalcados então, rosto abjeto

Invisíveis, a marca descobrem
Com quem vivem, se cobrem
No mundo escuro, distraídos.

07/03/1992

 

SONHOS

Com um toque sonho com seu amor
vamos apagar nossas falhas
segure minha mão e me defenda
tudo que passou será esquecido
venha, insista um pouco mais
eu posso perdoar, sonho te amar
penso em nossa vida tranqüila
você ainda tem uma chance
não é questão de ganhar
ou perder, só questão de amar
velocidade não vai atrapalhar
pode correr para meu braços
você me prometeu dias felizes
venha cumprir sua promessa
ficarei satisfeita em ver
que meus sonhos têm mistérios
e que podem se realizar
Não resista, tenho até paixão...
muito mais tesão do que pressão
ouça seu coração,siga sua vontade
e um maravilhoso sonho para dois
se tornará uma firme realidade.

*Inspirada em uma partida de futebol

narrada por Galvão Bueno.*

07/09/2004 às 23:15

 

TU...A POESIA

Para Lizete Abrahão

Cantando teus lindos versos aos anjos,
Serás sempre deusa em verdes campos,
Banhará nossa alma em límpidas águas,
Exterminando o mundo de suas mágoas,
Quando tua poesia ao mais alto chegar,
Na enseada do céu estarão a esperar,
Toda a natureza estará em felicidade,
Enaltecendo o poder desta simplicidade,
Os pórticos do paraíso se abrirão
e fadas angelicais cânticos entoarão,
Exaltando a beleza da poesia divina,
Dos sons do universo és grã maestrina,
Seres, céus, mares e terras..em afã
Pois dos regalos da vida és a guardiã,
Traz a paz em fragrância alvissareira,
Dos poderes divinos és a mensageira,
Converte em brilho a noite bruxuleante,
Transforma a brisa em vento cantante,
Majestosa faz a arrebentação melodiar,
Compassiva olha a vida se transformar,
Eternizando o momento do reamanhecer,
Que a tua poesia ajudou a alvorecer,
Revivendo toda beleza de teu destino
És a que fica na naturalidade do tempo
com as marcas indeléveis da alegria,
Pois que tu será para sempre a poesia.

30/04/2004 às 08:58 am

 

http://geocities.yahoo.com.br/safiralilas/

 

Música: A Little Night Music, by Enya

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®