Marly Caldas

16/05/1939 - 03/09/2017

 

Carioca da Barra da Tijuca.
Ceramista e decoradora.
Poeta nas madrugadas.
Filha da melhor amiga: minha mãe
Mãe: dois filhos maravilhosos
Avó: da linda Bianca
Livro a ser lançado:
"Sempre nas madrugadas"
E book: "A madrugada e eu".

 

**Querida amiga nos deixa hoje com saudades para a eternidade e iluminação!

Descobertas de um Corpo de Mulher

Quero fazer um amor diferente
De todos que já me fez
Sem gritos e gemidos
Sem corpos suados
Enlouquecidos
Com entregas
Sem fadigas
Quero fazer um amor calado
Vagaroso mas perigoso
Com muito cuidado
Mistérios vão se desvendar
Descobertas vão aparecer
Sempre com muito vagar
Começando pelos olhos
Todo o meu corpo conhecer
Pesquisar
Adivinhando e descobrindo
Quantos lugares escondidos
Que a pressa não viu
Não sentiu
O corpo de uma mulher é sagrado
Quantos pontos não foram encontrados
Quantas sensações não foram sentidas
Quantos mistérios não foram achados
Me descubra devagar
Venha me desvendar
Lentamente
Sensualmente
Vagarosamente
E em cada descoberta
Ouvirá o meu lamento
Baixo e chorado
Lamentado
Por mais um mistério
por você desvendado

 

Amado Meu

Amado meu!
Por que sentires ciúmes de meus poemas
Meu coração é teu
Meus poemas são divagações
Ilusões e emoções
Muitas vezes nem sentidas
Outras vezes nem queridas
Meu amor está no meu coração
E ele é todo teu
E o guardo a sete chaves
Em versos suaves
Que a ti mostro em gestos
Na minha maneira de ser
No meu jeito de mulher
No modo de te querer
Poemas são palavras
Escritas e faladas
Esquecidas e rasgadas
Por não seres um poeta
Não entendes este mundo
Poetas criam e sonham
Mentem e viajam
Pura fantasia
Muita vezes criada
Por amores passados
Tantas vezes inventados
Para criar a poesia
Porque a emoção de verdade
É pura emotividade
Nunca poderá ser expressada
em palavras ou no papel
Esta emoção sempre será te dada
pelo meu olhar, meu abraço
pela lágrima derramada
meu beijo, meu furor
meu corpo a ti ofertado
minha saudade, meu calor
Tudo isto eu sinto
não falo ou escrevo
Apenas te mostro ao te dar meu amor!

 

Acendi Todas as Velas

Acendi todas as velas
Uma música
Incenso
Para brindar nosso amor
Apaguei as luzes
Tranquei a porta
Fechei as janelas
Só para ficar com você meu amor
Coloquei um lençol de cetim na cama
Em mim, apenas no cabelo uma flor
E você me amou
Intensamente
Profundamente
Com todo o ardor
No meu corpo
Se afogou
E ficou...


 

 

 

 

Música: Non je ne regrette rien

 

 

 

 

Voltar Menu

 

 

Art by Ligi@Tomarchio®