Marina  Fairth

04/12/1951 - 19/05/2013

*Marina e seu pai Altamiro Carrilho*

 

MARINA

Meu nome deveria ser Poesia
sempre inacabada,
sempre um vir-a-ser.

Meu nome deveria ser Poesia
já que o "mar" de Marina
está sempre indo e vindo,
se retrai e se expande
num balé infindo...

Se meu nome fosse Poesia
teria alcançado o destino
e o prazer de ser o "mar"
ficaria pequenino.

Assim, prefiro ser o "mar" de Marina
que é sempre movimento,
é sempre uma dança
que leva tristezas muitas
e as traz de volta
em forma de esperança.


PAZ, LUZ E DISCERNIMENTO
MARINA FAIRTH

 

*Minha querida poeta e amiga partiu deixando saudade e seus doces poemas.

Que esteja em paz!*

Ligi@Tomarchio®

 

 

BRASILEIRO ALTAMIRO CARRILHO

Que bom que tenha nascido brasileiro!
E que sua missão fosse a de sempre estar
à frente de todos os passos
que fariam de nossa música
obra de arte de valor incalculável!

Embora seja simples seu modo de se apresentar,
torna tudo aquilo que concebe em realidade.
Faz da sonata um choro leve;
do samba uma festa!
Dos hinos uma euforia,
do maxixe fantasia!
E dos clássicos ... uma ode à eterna esperança
vestindo-se de criança
brincando com o Carinhoso em forma de sinfonia!

Que prodígio é este menino!
60 anos brincando de fazer música:
compondo, executando com magistral beleza,
deixando que sua natureza
se manifeste em seu som
tirado da flauta e do flautim,
fazendo um grande festim
das bodas da harmonia com o brilho do artista!

Altamiro – Brasileiro Carrilho!
Que fala a linguagem universal,
porém única em seu particular sonho criativo,
tornando-se mito em sua terra e nas terras de além-mar!

Altamiro, com orgulho ofereço
esta página que é minha,
que reflete o meu carinho,
minha honra em ter nascido uma filha
do brasileiro Altamiro!

Deus te abençoe, meu pai,
pelo muito que tem feito,
por ter tirado proveito
do dom sagrado que Deus lhe deu.
E por estar cumprindo honrosamente sua missão neste mundo:
Fazer brilhar a Luz de Deus através de sua música!

 

*Poema do livro "Sentimentos"

 

 

ESVAZIAMENTO

Quero deixar ir embora
Todas as idéias, todos os conceitos, todos os condicionamentos
Deixar ir embora tudo o que sei, tudo o que não sei
Libertar de mim tudo o que oprime, redime ou crucifica
Tudo o que for negativo, recluso, taxativo
Todo rótulo ou título seja ele qual for.
Toda mágoa cultivada, toda paixão não revelada
Todo o medo ou resposta sem sentido
Tudo o que tenho ouvido, lido, aprendido
Todo o sentir reprimido, toda angústia ou privação.
Toda mancha, todo o medo, toda dúvida ou segredo
Nada mais quero reter, nada mais eu quero crer
Nada de imagens, mitos, contos, argüições
E observar as emoções sem tentar entender.
Mas que coisa louca, solta, pouca
Esvaziar meu arquivo de tudo o que possa
Perturbar este nada, esta agonia
Esta dolorosa alegria
De sentir-me no vazio, frio, calado.

Ao ter assim esvaziado o conteúdo da memória
Ficar assim sem história, sem lenço, sem documento
Sem nome, raça ou raiz, sem ser triste ou infeliz.
Sentindo esse imenso vácuo
Que me deixa sem freios, sem meios, sem meta
Nenhum aviso nem seta indicando o que virá.
E os sonhos se desvanecem, se diluem – o que será?
Não sei, resposta contundente, veemente, sem lógica
Para quê lógica, se não há o que descobrir?

Pronto – estou vazia...
Completamente preenchida de mim mesma
Inundado pelo Absoluto
Sou um eterno vir-a-ser!

 

 

PRECE DO ARTISTA

(E todos nós, de alguma forma, somos artistas).

Eu sou filho de Deus!

Recebi dons de meu Pai-Mãe.

Estes dons devem ser usados bem. E é minha reta intenção usá-los em benefício de todos, levando alegria, levantando o que está triste, acordar o que está dormindo, fazer crescer o que está estagnado.É meu dever maior utilizar meus dons para atingir o maior número possível de pessoas que puder, levando sempre o melhor para elas. Devo usá-los em benefício próprio e em benefício dos outros que encontrar pelo caminho.

Devo doar-me inteiramente na aplicação destes dons.

Eu sou um filho de Deus!

E afirmo a todo o Universo que o sou!

E peço a Deus que ilumine o meu caminho, para que eu possa colocar estes dons para o mundo. Sei que assim todo o Universo agirá em meu favor, de acordo com minha vontade de fazer os outros felizes com minhas qualidades, geradas no Teu coração amoroso.

Ofereço neste instante, Senhor, todas as minhas habilidades, os meus talentos e as minhas necessidades, suplicando que a Tua Misericórdia permita que eu faça bom uso de todos os momentos de minha vida, de minha carreira. E que a Luz de Deus que nunca falha, brilhe neste instante sobre o meu trabalho, as minhas finanças, os meus projetos, sobre a minha família, meus amigos, meus colegas de trabalho, minha cidade, meu país e meu planeta.

Que assim seja, e assim será.

Aceita, ó Deus o meu amor por Ti. E que eu Te veja em todos os que encontrar pelo caminho. Amém.

 

 

 

Música: Carinhoso, com Altamiro Carrilho

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®