Marici Bross

(15/03/1942 - 24/11/2007)

Paulistana de nascença iniciou a escrever poemas por volta dos 15 anos, por forte influência de seu 1°namorado, com o seu divórcio retoma a poesia de forma mais apaixonada e marcante por volta dos anos 80. Chegando ao ano 2000 descobre a Internet onde pela 1ª vez, timidamente, mostra um de seus poemas "Estás" que faz parte de meu 1° livro "Meus Momentos" editado pela Scortecci.
Disto resulta muitos pedidos de mais e mais poemas, num torvelinho sem fim. Começo a aparecer em vários sites da net. Em 2002 inauguro minha web "Meus Momentos" passo a editorar a Revista Virtual "Nossos Momentos" do CEN.
Em 2004 lanço meu 1° livro na 18ª Bienal Internacional do Livro de SP, pela Scortecci,
E logo a seguir participo da 1ª Antologia Poética da ABVL, estão no prelo para publicação a antologia da Editora Scortecci O Poder da Palavra, a ser lançado na próxima Bienal na cidade do Rio de Janeiro.
Participações em livros solos, duetos, coletâneas, revistas virtuais, totalizando 21 livros virtuais.
Participei como jurada no concurso de Poesias do zaP, projeto destinado a recuperação de presidiárias.
Paralelamente a minhas poesias tenho minhas esculturas, fotografias e telas.
Saiba mais a meu respeito em
www.maricibross.com

*Faleceu em 24 de novembro de 2007, deixando sua arte, poemas, familiares, amigos, planos e muitas saudades!

Amanhecer

Sol, luz, vida
Amanhecer do amor
Abro lentamente meus olhos
Deparo com você, ali, comigo

Dormes suavemente,
fico a te contemplar
Por longos momentos
Num olhar de amor.

Passo meus dedos devagar,
Bem devagar por teus cabelos,
Numa adoração, de forma suave
Não querendo te acordar

Volto a te olhar
Volto a te querer
Num querer suave
De carinho e sedução
Num querer de quero mais

Volto a te olhar,
Volto a noite anterior
Com um leve sorriso,
Contemplo, você.

Assopro devagar em teu rosto,
fazes caretas, risos
Como é doce, te amar.

 

Amor de Mel

Meu corpo dourado
Tem a cor do mel
Dourado e gostoso
Para te amar.

Um amor gostoso
Doce e melado!
Um amar de dengos e abraços
Gostoso como o mel.

Um amor que escorrega.
Deslizando por nossos corpos
Um roçar gostoso
Que nos traz tesão!
Um roçar de mel

Tal qual a abelha rainha
Espero você
Meu amado rei
Para nos amarmos
Nesta doçura,
Que é o nosso reino.
Nosso paraíso de amor.

Seja dia, ou seja, noite,
Amando-nos estaremos
Neste chegar gostoso
De nosso mel de amor.

 

Raio de Luz

Tu és o anjo.
Tu és o Bem.
O bem que sempre quis.
O anjo que sempre esperei.

És a mansidão
Que em noites estreladas.
Invade, minha janela.

Entrando suavemente.
Como um raio de luz
Inundando minha vida.

Entras com tua suave calma
Chega e fica.
Inunda-me por inteiro.
Com seu raio de luz.
Que me traz a Paz!
Tu és amor!
Tu és a minha Paz!

 

http://www.maricibross.com/

 

Música: Shepherd Moons

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®