Lisiê Silva

Poeta que escreve desde os 14 anos de idade.
Seu estilo são versos livres, românticos, profundos, humanitários, universais.
Lisiê Silva nasceu no dia 25 de outubro de 1962, em Manaus, uma cidade no coração da Floresta Amazônica. Ama a natureza, é fascinada por paisagens naturais, e tudo que faz parte da natureza.
Trabalha atualmente como webdesigners, construindo sites e ministrando cursos de web designers. Seu estado civil é divorciada, tem 3 filhos que são sua razão de viver: Mário Hiroshi (20 anos), Marcelo Hideki (18 anos) e Mariane Lisiê (12 anos).
Toda a descendência de Lisiê vem do Nordeste, filha de pai e mãe cearenses. Seus tios, avós e primos são todos cearenses.
Lisiê aprecia a vida de uma forma simples e tranqüila, gosta de cuidar de jardim, de passeios onde possa estar junto à natureza. Gosta muito de ler, viajar, ir ao cinema. Gosto de cozinhar para seus filhos, de conversar com os amigos, ouvir música, e principalmente, dedicar-se ao seu site.

Lisiê nasceu sob o signo de Escorpião, é determinada, perseverante, alegre e sensível. Adora músicas romanticas italianas, seu livro preferido é "Médico de Homens e de Almas" - a história de São Lucas.
Ela é uma pessoa que acredita em Deus, nos Anjos e em uma força suprema que nos guia. Muitas vezes em sua vida, sente-se guiada, orientada por uma força maior e sempre que isso acontece, tudo dá certo, tudo se encaixa com perfeição e
tudo se torna melhor do que antes.

Proposta

Eu te proponho...
Amar-te com poesia, sentir-te com emoção,
flutuar na imensidão do teu ser,
e me perder contigo somente "No olhar".
Eu te proponho a entrega desse amor
que eu sempre guardei, enquanto viajava sozinha pelo infinito... naquele momento, eu te buscava "Além da Eternidade".
Eu te proponho que aqueças, com o teu ser,
o frio que eu sempre senti na minha "Solidão interior".
Eu te proponho os sonhos que eu sonhei
nas minhas solitárias "Mil e uma noites de Amor."
Eu te proponho no dia em que chegares,
transformar a tua longa espera nos meus "Momentos Mágicos".
Eu te proponho, "Através dos Tempos",
te trazer de volta a felicidade que um dia você perdeu.
Eu te proponho a chama que queima aqui dentro, e que me faz te querer na mesma proporção em que você me quer. Essa chama que de tão forte, me faz frágil,
na minha "Insustentável leveza de ser Mulher"...
Eu te proponho a alegria de dias ensolarados,
quando conhecerás a ternura da "Criança que vive em Mim".
Eu te proponho que me deixes te mostrar
que o Amor é absoluto, envolvente e profundo.
e que a "A Paixão é como o Mar".
Eu te proponho, no dia em que mais precisares de mim, te dar as minhas mãos, a minha força, o meu apoio, para que te sintas seguro... e nesse momento, terás a certeza do "Profundo Amor de Deus por mim".
Eu te proponho acendermos juntos as luzes do universo da paixão.... Transformando a dor e a tristeza em arte de rara beleza, por que nós dois somos poetas, e os "Poetas são Estrelas".
Eu te proponho: "Vem sonhar comigo"... em noites de luar, ouvir comigo a canção da brisa, sentir comigo o vento que sopra no rosto da madrugada, sentindo os meus beijos com sabor de céu... Beijos da "Fadinha da Floresta".
Eu te proponho amar e viver, florescer e renascer mil vezes, quando nos deixarmos envolver pelas "Artimanhas do Coração".
Eu te proponho, meu "Homem Maduro",
amar-te sempre, e sempre terás o meu amor.
Eu te proponho, "Quando o amor acontecer", que sejamos como as ondas do mar, que correm ao encontro das praias, e se lançam continuamente nas areias, num ritual puro de entrega e Amor.

Meu amor,
Eu te proponho, simplesmente: "Ama-me".
nesta proposta, estão todos os meus sentimentos, que ficaram guardados durante toda a minha vida,
em forma de poesia.
Agora que você me encontrou,
e que eu te encontrei,
é teu... todo o amor que eu sempre guardei.
Assim como o Sol é sempre da Lua,
e as nuvens são sempre do Céu,
Eu "Serei sempre tua".

12/Set/2004
(Direitos autorais reservados à autora)

 

Saudade sem fim


Sinto uma saudade... sem fim...
Da tua presença que eu não senti.
Dos teus cabelos que eu não afaguei.
Das tuas mãos que eu não toquei.
Da tua voz que eu tanto escutei.
Da tua boca que eu não beijei.
Do desejo que eu não realizei.
Do teu amor que eu tanto sonhei.


04/12/2004
(Direitos autorais reservados à autora)

 

Você e eu, para sempre


Se tu soubesses o quanto eu te adoro, em silêncio.
Sentirias a carícia dos meus beijos, quando estás adormecido.
Sentirias o vento soprando em teu rosto, quando estás distraído.
e voltarias sem demora, para enxugar o pranto meu.
Se tu soubesses o quanto eu te amo, em silêncio.
Sentirias quando os meus olhos, em vão, procuram os teus.
Sentirias quando minhas mãos escrevem os nossos sentimentos,
e voltarias correndo para os braços meus.
Se tu soubesses o quanto eu te quero, em silêncio.
Sentirias que a vida te chama para a real felicidade.
Sentirias que não vale a pena viver na saudade,
e voltarias para entrar na minha casa,
onde te esperam o meu sorriso, o meu amor,
e os sonhos meus...

04 de Dezembro de 2004
(Direitos autorais reservados à autora)

http://www.lisiesilva.com/
 

 

Música: Como é grande o meu amor por você, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®