Elisa de Andrade Lopes 

de Abreu Stumpf

Nasci em Braga – PORTUGAL em 27 de dezembro de 1952 e vim para o BRASIL - trazida pela coragem de meus pais que decidiram aqui construir sua vida - quando tinha um mês de vida; para morar em Petrópolis – Estado do Rio de Janeiro - onde resido até hoje.
Aqui vivi bem minha infância e adolescência e na fase adulta, depois de me formar Professora, comecei a trabalhar. Na mesma época, iniciei o Curso Superior e me formei como Bacharel em Turismo. Prestei concurso para o Serviço Público Municipal e depois de 28 anos de trabalho; consegui me aposentar.
Sou casada, temos três filhos: André (22 anos), Jaqueline (20) e João Victor (15)... razão da nossa existência.
A Internet surgiu para mim como uma forma de ocupar o "tempo da aposentadoria". Precisava de uma atividade que me mantivesse informada, ativa e preenchesse minha vontade de ser útil ao próximo.
Quanto às minhas Poesias, elas são fruto do incentivo do trabalho desenvolvido em favor da criação primeiramente da www.casasaudavel.com e hoje também: http://geocities.yahoo.com.br/casasaudavel
http://geocities.yahoo.com.br/amigosempoesia
Agradeço a Deus pela família que tenho; pois só me dão alegrias e também pelos AMIGOS que fiz ao longo dessa jornada!
Com Carinho
Elisa

 

Amor Virtual... Quem dera fosse Real!



No momento em que te conheci...
senti meu coração bater compassado
Era de tanta felicidade...
e desde esse momento mágico
Passo as noites em claro...
desenhando você em meu pensamento
Perguntando por que razão...
não posso estar a seu lado
Compartilhando seus segredos...
alegrias e até mesmo as dores
Como se fôssemos dois amores...
Que um dia o destino uniu
Com todas as suas forças...
Foi Amor à primeira vista!
E eu sinto que ele é verdadeiro...
pena que também é meramente virtual
E então eu me questiono?
...será que um dia ele vai se tornar real?

 

Mar Eterno

Mar sereno... de múltiplas cores...
Em suas águas venho descansar
Mar revolto... de muitos amores
Que a todos eles vêm encantar!

Suas águas são infinitas e termais
Da mesma forma é sua rara beleza
És naturalmente o Rei da natureza
Quem te conhece não esquece jamais!

Você tem a ternura de um amanhecer profundo
Se queres... acaricia e beija a mão
És às vezes... forte como um furacão
Para animar e cativar o mundo!

Sua beleza é citada em verso e prosa
Tens a leveza de uma pena a voar... vagarosa
És dos poetas e compositores a inspiração
A eles dedica sua enorme contribuição!

Você é o meu mar... de tantos encantos
O lugar mais bonito que um dia eu encontrei
O porto seguro... que permite tantos encontros
E ao te conhecer... logo me apaixonei!

Por tudo que você nos dá... agradeço em oração
Essa serenidade e PAZ que tanto nos conforta
Suas ondas por vezes revoltas... não importa
Porque você nos faz tão bem ao coração!

É gratificante saber que você pode aí estar
Esperando para quem sabe... me consolar
Quando a falta de esperança venha me encontrar
E também nas horas em que eu mais precisar!

Você que inspira os grandes amores
Faz com que eles possam sonhar
Com uma vida a seu lado passar
Admirando sua beleza e suas cores!

Essa cor azul... quem sabe esverdeada
Tem o poder de acabar com as dores dos amantes
Que pelo mundo vagueiam... errantes
Com imensa saudade da pessoa amada!

Seus amigos... a arei... as aves... o céu... e o sol no alvorecer
Esse céu com brilhantes estrelas a te acompanhar
E de dia... o irradiante sol que vem te aquecer
Sabem que podem contigo contar!

Você que tanto mistério guarda... e com ardor
Realiza os sonhos... indistintamente
Espelha o sentimento mais nobre... o amor
Tem o poder de enfeitiçar quem está à sua frente!

 

Ouse ter Esperança...

Mesmo que duvide de tudo que aparece em seu caminho
Que você tenha vontade de não mais sair desse ninho
Ele que te acolhe, te dá segurança e bem-estar
Para pensar que a vida pode e deve melhorar!

OUSE TER ESPERANÇA...

Ainda que o desânimo tome lugar
E que as últimas forças teimem em fraquejar
E lá no fundo algo diga que não vai dar certo
Mesmo tendo alguém que o incentive por perto!

OUSE TER ESPERANÇA...

Ainda que a idade te pareça avançada
E você pense que não serve mais pra nada
E se sinta diminuído diante de um qualquer
De ver que a vida não é bem como se quer!

OUSE TER ESPERANÇA...

Quando sair às ruas e encontrar crianças a esmolar
Sem ter algo decente para se agasalhar
Trabalhadores quase famintos lutando pelo seu sustento
E quando à casa voltam mal encontram um alento!

OUSE TER ESPERANÇA...

E desse modo seus sonhos se tornarão realidade
Porque você teve a desmedida coragem e a capacidade
De não perder a esperança e muito menos desistir
Porque aí então é que não encontraria mesmo com o porvir!

OUSE TER ESPERANÇA...

Porque assim você remove todos os obstáculos sem medo
Surge alegre e brilhante como o alvorecer
Radiante como as estrelas e a lua que acabam de descobrir um belo segredo
E segue uma vida plena e feliz de um eterno renascer!

OUSE TER ESPERANÇA...

De que dias melhores virão com certeza
E você vai poder desfrutar de toda essa beleza
Acordar animado e perceber que a esperança naquele momento
Foi a melhor companheira e a causa de todo esse contentamento!

 

http://geocities.yahoo.com.br/casasaudavel
http://geocities.yahoo.com.br/amigosempoesia

 

Portugal/Brasil

 

Música: Afer Ventus, by Enya

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®