Avaniel Marinho

Avaniel Marinho é médico veterinário, empresário, poeta e escritor. Natural de Caruaru-PE, hoje residindo no Recife. Tem três livros publicados: "Uma janela para o tempo"; "Porta aberta" e "Flor de Alfazema", este último na terceira edição.

Marcas do que foi

Ergue-se um palco de emoções diversas
à manhã de fronhas partilhadas.
Despertam os atores dessa peça tosca,
à luz de afagos vis e adormecidos!

O tempo é o canto de um quero-quero:
repete a ilusão do instante morto
e cobra o bem-querer do movimento,
num misto de presente e futuro remotos!

Mas as intenções têm cheiro de cova;
as músicas têm notas dissonantes
com melodias de pecado coletivo!

E os homens chorarão a cena perdida;
a soberba lhe tolherá a própria vida;
e os túmulos serão os marcos da história!

 

Gestação de natureza gemelar

Chove agora, mas uma chuva diferente.
O céu, há pouco, inda com seu azul celeste,
gestava uma tarde saudável! – De repente
o tempo fechou (Norte a Sul, Oeste a Leste)

e uma tempestade nascia à vista, frente
a tudo e a todos. Chuva torrencial! A veste
clara das nuvens escureceu e, fremente,
relampejara na esperança que me deste!

E galopante, o rio se transformou em mar;
calmaria, em desassossego inesperado.
Dia de tempo bom e, ao mesmo tempo, mau!

Dia ambíguo, com um segredo revelado:
era uma gestação celeste gemelar;
tarde de sol e temporal (intemporal)!

 

Diante do espelho

Põe-te em pé, ante a moldura do espelho.
O que vês? – Exatamente o que vês!
És a própria Flor. Aí, ao invés
de joeirar-te, observa-te do joelho

à cabeça, e verás em tua tez
a limpidez da corola e o vermelho
do viço, no vício de ti, parelho
do meu desejo e encanto, cada vez

que te vejo! Basta, assim, que te ponhas
diante de mim, independentemente
de tua vestimenta! – És a menina

dos meus olhos! Então vem, se é que sonhas
meu sonho de realidade: mina
de tua beleza, vista de frente!




www.adventocultural.com.br

 

 

Música: Old Man's Prayer, by Masaharu Iwata

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®