Vanda Dias da Cruz

Nascida no Rio de Janeiro, em 27 de novembro, casada, um único filho, razão da minha vida.
Formada em Direito, exerci por alguns anos a profissão, abandonando-a para seguir outro rumo.
Comecei a escrever quando adolescente, tendo meu pai, Armando Pereira da Silva, que também foi um poeta, como meu maior incentivador.
Muitas vezes, na estrada da vida, encontramos pedras impossíveis de serem removidas, por isso, interrompi o que tanto amava... “Poetar”.!
Retomei o caminho das letras em meados de 2006, colocando na internet, em 10 de novembro do mesmo ano, o site “Lojinha das Mensagens”, onde estão poesias, prosas, trovas e crônicas, de minha autoria.
Sempre amei a poesia e, procuro transmitir sentimentos trazidos por minh’alma e meu coração.
O amor, a emoção, a sensibilidade e alguns devaneios, estão sempre, presentes em tudo o que escrevo, mantendo, desta forma, minha mente ocupada.
Tenho como opinião, o seguinte pensamento:
“Nunca é tarde para se iniciar novos projetos, porque a vida é um eterno aprendizado!”

Vanda Dias da Cruz


A MÁSCARA


A máscara que puseste e hoje te serve como companhia
Somente para esconder de todos os teus sentimentos
Não adianta porque teus olhos são como o claro dia
E eles acabam por revelá-los em alguns momentos

Com a máscara finges desconhecer tua realidade
Mas o que ela faz é apenas ocultar o teu rosto belo
Tentas encobrir não reconhecendo tua debilidade
E assim não deixas que se quebre da corrente o elo

Tire essa máscara... esqueça... viva plenamente a vida
Desista de usá-la.. jogue-a fora... pare de fantasiar
Para que teu peito possa fechar essa ferida

Dissimulando caminhas sem rumo tentando superar
O grande amor que perdestes sem despedir-se na partida
E hoje inventas que és feliz! Não queres mais amar!


Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2006.
Vanda Dias da Cruz

 

A INVEJA


A inveja é o pior dos sentimentos
Que alguém possa abrigar no coração
Ela bloqueia todos os bons pensamentos
Explodindo completamente a razão

A inveja só causa angustia e sofrimento
Cegando a visão para toda a beleza
Levando o ser humano ao isolamento
Vivendo a vida com muita tristeza

A inveja não deixa que se curta a natureza
Porque quem a tem vive sempre torturado
A inveja domina toda a mente com certeza
Deixando o ser humano angustiado

A inveja é simplesmente uma doença
Que pode ser curada... Basta ter vontade
Talvez sentindo de perto a presença
De Deus e aceitando-O com humildade


Rio de Janeiro, 16 de dezembro de 2008.
Vanda Dias da Cruz

 

A ESTAÇÃO MAIS ALEGRE

A primavera chega impregnada de alegria
Para cumprir o seu papel na natureza
O desabrochar das flores em harmonia
Convida-nos a apreciar tanta beleza

Os dias se tornaram mais brilhantes
Diante do colorido dos jardins
E o bailar de cores deslumbrantes
Impregna o ar com o aroma dos jasmins

A revoada intensa dos pássaros vem dizer
Que a estação do ano mais bela já chegou
E eu como os pássaros a recebo com prazer

A imagem da paisagem já se transformou
Em um cotidiano florido para nos satisfazer
Por que a estação mais alegre já voltou


Rio de Janeiro, 30 de março de 2008.
Vanda Dias da Cruz

 

http://www.lojinhadasmensagens.com.br/
 

 

Música: Amarantine, by Enya

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®