Marcia Agrau


Nome literário: Marcia Agrau

Nome real: Marcia Uébe

Data de nascimento: 12 de julho de 1946

Natural de : Rio de Janeiro, RJ

Nacionalidade: Brasileira

Endereço eletrônico: magrau@click21.com.br
Página desatualizada: www.marciagrau.hpgvip.ig.com.br

Alguns outros dados:

Nascida na cidade do Rio de Janeiro em 12 de julho de 1946, casada, três filhos, autora de “Canto Nu dos Meus Recantos”e “Sob o Signo da Lua” (Poesias) , “A Faca e o Brinco” (Contos), co-autora de “Cinco Damas de Ouros”(Poesias) e os inéditos “ O cobertor Azul”( Romance), “ Sherlock do Rio Comprido” (Prêmio Adolpho Aizen de histórias infanto juvenis policiais, pela UBE Rio) e “ A origem das estrelas” (premiado em Fuzeta, Portugal) entre outros. Participou de inúmeras antologias, recebeu vários prêmios, foi jurada em muitos concursos, coordenou e apresentou vários recitais e apresentou programas na Rádio Imprensa FM Rio. Pertence a APPERJ, SPOC, SEERJ, Círculo de Poetas Lusófonos de Paris, à Associação “ Actes de Présence ”(Paris) e UBE Rio, como tesoureira.

Sabores

Sabes tu a que sabes?
A amargos-doces.
Sabor laranja da terra,
como se fosses.
Firmeza na consistência,
a calda envolvente
de aparente transparência,
que o olhar da gente atrái, provoca.
Ah, o amargor, o travo na minha bôca
que me resta deste amor
que nós dois trocamos!
Sabes tu a que sabes?
A amargos-doces.
Doces-amargos-doces
que partilhamos.

Marcia Agrau

 

Total

Eu te amo.
Tanto amo teu olhar doce e inocente
como amo teu olhar insolente.
Amo tuas mãos suaves no afago
como amo aborrecidas no gesto de enfado.
Eu amo tua boca que geme de prazer
e amo tua boca xingando sem querer.
Eu amo teu muxoxo e amo teu sorriso.
Tuas loucuras, teu sonho, teu juízo...
Amo teus braços me enlaçando carinhosos
e amo teus braços bradando furiosos.
Amo teus ombros fortes, protetores
onde chorei todas as minhas dores
e onde a tensão vejo se acumular.
Amo tuas pernas fortes e pesadas
que cabelos escuros fazem amorenadas.
Amo teus pés de suave textura,
a marca do calção, tua eterna brancura
e amo, sobretudo, abaixo da cintura
teu falo imponente fingindo-se inocente
que, penetrando em mim, me transporta às alturas.
Eu te amo inteiramente todo, da cabeça aos pés.
E amo cá por fora e por dentro quem és
com as muitas qualidades e os defeitos teus.
Que os limites que traço
vão de onde começa o desejo do abraço
até onde termina a alma, sabe Deus.

Marcia Agrau


Apaixonado

Ei-lo que chega: a fome explícita num beijo;
corda esticada, tensa, no desejo,
a sensibilidade à flor da pele
palavras doces e um carinho mudo
embora os olhos prometendo tudo,
essa paixão que excele.

Um toque manso, meigo, embora um toque,
que ergue os pelos, sensíveis, que dá choque,
e o brilho nos seus olhos,essa luz.
Sorriso aberto e essa risada franca,
a voluptuosidade na garganta...
É todo este o aparato que seduz.

Do porte ereto à água que ele bebe,
o jeito que me olha e me recebe,
o modo que me encara, que alucina.

As mãos que se me estendem firmemente,
as palavras pendentes sutilmente,
o coração na boca, sua sina.

Marcia Agrau

 

Invasão

Teus dedos bêbados
me desvendam
trôpegos, insanos.

Teus beijos sôfregos
me invadem
tantalizando meu desejo.

Os teus olhares me perfuram
a verrumar meu cérebro.
Os teus abraços me envolvem.
De mim abusam...abusam...

 

Marcia Agrau

www.marciagrau.hpgvip.ig.com.br

 

Música: Rhapsodie Pour Deux Voix, by Danielle Licari

 

 

Voltar Menu

 

Art by Ligi@Tomarchio®