Ciranda Cheiro de Paixão
Participantes: Ligia Tomarchio®/ Pedro Valdoy/ JVerdasca/Naidaterra/Teka Nascimento/Antonio Cícero da Silva/Beki Bassan/Mifori/Schyrlei Pinheiro/Humberto-Poeta/Eda Carneiro da Rocha/Angela Conde/Arianne Evans/Thais "beijaflor"/Cida Micossi/Guida Linhares/Emiele/Ruth Gentil Sivieri/Marcial Salaverry/Vanda Dias da Cruz/Tere Penhabe/Ana Alice Zanetini/Wellington Fontes Menezes/Ervin Figueiredo/Luiz Gonzaga Bezerra/Kedma O’liver/António Barroso (Tiago)/Sueli do Espírito Santo/Juçara Medeiros Lasmar/Odir Milanez da Cunha/Graça Ribeiro/José Ernesto Ferraresso/Maria Lucia Amberget.
 
Clique na imagem para retirar seu Selo de Participação na Ciranda.
 

Cheiro de Paixão
Ligi@Tomarchio®

Descrevo em teu rosto
seco de paixão
todo pecado
de não sentí-lo.

Amanhece a paixão
recriada e maldita
perfume colorido
cheiro soterrado.

Criação indolor, angustiada
sem rumo, fora de prumo
arrebata, desnuda
conforta e satisfaz.

No âmago das palavras
encontro alento
um despertar sôfrego
um amar desalmado.

Sensação de frescor
mansidão anoitecendo
reluz minh'alma
sedutor perfume.

Crepuscular sedução
carrega solitária
dor da alcova emaranhada
flamejada de lágrimas.

Maldita
perfumada
solitária
descomunhão.

Ligi@Tomarchio®

*******

Cheiro de Paixão
Pedro Valdoy

Minha Paixão
reflecte-se no espelho
coberta de sensualidade
com teus beijos de mel

Teus olhos belos
recheados de ternura
perdidos de prazer
estremecem meu coração

É uma paixão bela
para a eternidade do belo
sinto teu corpo luzidio
na fragrância do tempo

Nossos desejos
são comuns inéditos
como o beijo de uma flor
no quarto de uma união.

Pedro Valdoy

*******

O Cheiro da Paixão

JVerdasca

Quando a paixão tem cheiro

O prazer chega ligeiro

Aos corpos entrelaçados

Há fusão de sentimentos

Que com outros sentimentos

Nos deixam desnorteados

JVerdasca

*******

Essa Paixão
Naidaterra

Tem o carisma do oceano
bramindo com a tempestade
levantando ondas enfurecidas
cheias de desejos,

querem um encontro para amar
na areia branca...
Ah! que me consome essa paixão louca,

me chama,
me incendeia de luz,

sou
chão e céu, expressão da vida...
Paixão que me faz sentir o êxtase da vida,

me alucina e me envolve num turbilhão

 de pensamentos desvairados...
Ouço o meu corpo, sinto cheiro de paixão

e uma voz ardente a dizer,
deixa-me viver essa louca
paixão...

Naidaterra

*******

Sinto seu cheiro...
Teka Nascimento


Fecho os olhos sinto seu cheiro
aroma de amor, de paixão,
meus olhos permanecem fechados
e lágrimas pelo rosto escorre...
lagrimas de dor ao sentir
esse perfume que é seu,
esse cheiro que me alucina
e me acalma...
Saudade do seu cheiro
do seus abraços
do seu calor!!
Choro muito...
e assim...
tento desabafar meu peito
que grita em silêncio
pelo seu amor.

Teka Nascimento
26/06/2008

*******

Cheiro de Paixão
Antonio Cícero da Silva

De longe sinto o seu cheiro,
que é a mais pura sensualidade.
Por você eu estou apaixonado,
as nossas almas, estão entrelaçadas.
Perco até o rumo das coisas,
por somente pensar em você.
É muito grande a paixão,
que rasga ao meu sentimental coração.
A paixão contém um forte cheiro,
com odor fora do normal...
Que causa em mim, internamente,
uma forte tempestade,
que me envolve completamente,
em desvairados modos de agir e ardentes
desejos de você...

Antonio Cícero da Silva

*******

Cheiro de Paixão
Beki Bassan

Quando a paixão chega,
seu cheiro paira no ar.
Os amantes logo sentem
este  desejo que os embriagam.
Imediatamente seus corpos juntam-se,
entrelaçam-se, formando um só corpo.
Perdidos na paixão
eles se jogam livremente,
e querem viver esta louca paixão.
Porque seus lábios a sentem em cada beijo
com sabor de mel.

Beki Bassan
26.12.2009

*******

Cheiro de Paixão
Mifori
 
Hoje é um novo dia!
Sinto no ar, suave perfume...
É o vento da alegria
que chega trazendo
o cheiro da paixão.
- Sou desejos em euforia!...
Sou no amor, sua expressão
prazerosa.
Meu coração aquecendo,
entra em ebulição,
e fica todo prosa
ao sentir
que a lembrança é presente,
que o cheiro da paixão,
não nos deixa ausentes,
promovendo nossa união.
 
Mifori
SJC: 26-12-09

*******
 
Cheiro de Paixão
Schyrlei Pinheiro
 
Tempero de vida,
que evapora de corpos 
envoltos de amor.
Transpirando segredos,
 desaparecem no espaço,
misturando moléculas
em um eterno calor,
que a verdade transforma
em vapor,
escondendo nas nuvens 
o prazer, com o delicioso sabor
 que tem cheiro de pele suada,
molhada pela paixão.
 
Schyrlei Pinheiro

 

 
*******

 

 
Cheiro de Paixão
Humberto - Poeta
 
Depois que nossos corpos já arrefecem,
e os arroubos da posse desfalecem,
vais-te embora e me envolve a solidão...
Mas te sinto da colcha no cetim,
e a cama, o lençol, cada coxim
trescala aromas... E até mesmo em mim
há o cheiro peculiar da tua paixão!
 
Humberto - Poeta
 
 
*******
 
Cheiro de Paixão
Eda Carneiro da Rocha
 
Teu cheiro é dor que me alucina!
Saudade que me transporta,
num elo de amor!
Sinto-o no ar, presença tua,
em minha vida enraizada!..
 
Ah! Este teu cheiro que não esqueço,
com tanto tempo passado, jaz soterrado
no ato de amar que fizemos um dia!..
 
Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

 

 
*******
 
Cheiro de Paixão
Angela Conde
 
Na pele arrepiada
de desejos tão frementes
já a tanto sentidos,
flutua a fragrância
perfumando os recantos,
povoando de sonhos
cada cômodo escondido
deste coração
que não lhe esquece.
E em cada cheiro ele reconhece
o aroma inconfundível da paixão
 que ano após ano, o aquece...
 
Angela Conde
 
 
*******
 
Cheiro de paixão...
Arianne Evans
 
Insólito perfume
que exala exóticas fragrâncias, quando
dois corpos apaixonados, amantes,
alucinados, com ele se embriagam...
 
Parece eflúvio divino, sortilégio, coisa assim...
A verdade é que esse cheiro, diferente em cada um,
parece predestinado para prender lado a lado,
corpos perdidos de amor, de paixão, seja o que for...
 
Mas é delícia suprema, sorver no corpo do amado,
gotículas nos poros formadas, suores feitos de amor...
E guardar, para todo o todo sempre, impregnados na gente,
lembrança, saudade, odor...
 
Arianne Evans

 

 
*******
Cheiro de Paixão
Thais "beijaflor"
Este sentimento
que me queima a pele
e arrepia meus poros
exala o perfume da pele suada
desejosa do momento,
em que as fragrâncias se encontrem,
se misturem, transbordem nos desejos
comungados, em hóstia viva
de Amor e Paixão!
 
Thais "beijaflor"
 
*******
 
Paixão
Cida Micossi

O cheiro das flores
Espalhando aromas
Envolve os sentidos
Tão languidamente  
A luz do luar
Mágica e envolvente
Inspira o casal
A se amar loucamente
 
O frio da relva
Molhada de sereno
Da noite passada
Em total abandono
 
O prazer da entrega
E o cheiro da paixão
Na certeza do amor
Alimentam o coração
 
Cida Micossi
 27/12/2009
 
*******
Cheiro de Paixão
Guida Linhares
 
Vivo fugindo de ti,
sabor de pecado!
Homem errado,
pois a outra pertences!
Te chamo de amigo,
tentando convencer a mim mesma,
que o melhor que faço,
é fugir do perigo.
Mas não adianta!
O tempo vai passando
e cada palavra tua
tem o cheiro da paixão.
Nem sei se um dia,
qualquer dia de outra estação,
estarás tão pertinho,
quando então, olho no olho,
transbordaremos em carinho,
vibrando apaixonadamente de emoção.
 
Guida Linhares
 
 
*******
 
Cheiro de Paixão
*Emiele*
 
Aquela pele semi-enrugada
parecia-me aveludada...
Foram os anos de espera
que me faziam vê-la assim...
Cheirava-me a paixão...
Não vacilei...
E naqueles braços maduros
fortes e seguros
deixei-me enlaçar...
Não queria que o tempo passasse
nem que o dia amanhecesse...
A velhice já nos espreitava
por detrás daquela magia...
E podia nos fazer acordar
e roubar nosso encanto
com o raiar do dia.
 
*Emiele*
Belo Horizonte, 28/12/2009 - 22:00 horas.
 
 
*******
 

Cheiro de Paixão

Ruth Gentil Sivieri

 

Esse tempo que vai longe e já distante

Deixou restos de amor, dessa paixão.

Ele que sempre foi tão inconstante,

Era um sonho somente e flui em vão.

Esse cheiro de paixão tão arrogante,

Impregnado ficou e está no coração.

Nenhum amor é mais tão importante

Pois sobraram fragmentos de desilusão.

 

Ruth Gentil Sivieri

28 de dezembro de 2009

 
*******
 
Cheiros de Amor

Marcial Salaverry

 

Quando os corpos apaixonados,

estão bem enlaçados,

no auge da paixão,

acelera-se a respiração...

sente-se no ar,

aquele cheiro peculiar,

que indica a chegada do prazer.

Sente-se o corpo amolecer...

Mas os cheiros do amor,

seja como for,

renovam os desejos,

e com novos beijos,

inicia-se nova troca de carícias,

levando a novas delícias...

São os cheiros do amor...

provocante odor...

e delicioso sabor...

é a mistura de gozo e suor...

É o prazer que encontramos,

quando  amamos...

É aquela quente emoção,

aquela doce sensação

que nos embriaga e dá vida ao coração...

 
 
Marcial Salaverry
 
 
*******
 
Cheiro de Paixão

Vanda Dias da Cruz

 

Desejo em meu peito reprimido

Como um vulcão há muito adormecido

Desperta sob o cheiro da paixão

Satisfazendo o corpo e o coração

 

Em teus braços sinto um prazer gostoso

Que diluem a dor da tua ausência

Onde o aconchego é muito prazeroso

Jorrando como fonte a nossa essência

 

Corpos entrelaçados, beijos com ternura...

Tudo é paixão... Tudo é loucura

Como um navio envolto em um turbilhão

 

Nada mais importa, não há mais solidão...

Sentimos que solidificou nossa união

Nesse mágico momento de ventura

  

Vanda Dias da Cruz

Rio de Janeiro, 30/12/2009

 

 

*******

 

 

Cheiro de Paixão
Tere Penhabe


Viajo no som
das palavras que leio,
às vezes me enleio,
sem saber se é real...
Ter certeza é banal.
 
E se fecho os olhos,
perco-me na esquina,
desta minha sina,
de querer sempre mais...
De você, muito mais.
 
A alma se encanta,
atropela a hora
que o leva embora,
e no coração...
cheiro de paixão!

 
 

Tere Penhabe
Santos, 02/01/2010

 

 

*******

 

Cheiro da Paixão
Ana Alice Zanetini

 

Sua presença suave e delicada
Exala no ar o cheiro da paixão
O jardim molhado pela chuva...
No céu um arco-íris;

 

Os pássaros cogitam de um lado para outro
Preparam suas alcovas do amor, acolhem aos seus;
As flores descansam na brisa do amanhecer
Calmamente, passeio pelo jardim...

 

O solo molhado,
Preparado para receber novas sementes.
Olho para dentro de mim... E me pergunto:
Por onde andas o cheiro da minha paixão

 

Ainda ontem o acalantei em meus braços
Alimentei-o com o soro da vida
Corria contra o vento e o tempo,
Como fosse esse o ultimo dia de vida
Sem recado, sem aviso, você deu adeus

 

O cheiro da paixão ficou nas entranhas do coração.
O adeus não foi definitivo, a porta entreaberta para quem quiser;
Se um dia sentires um leve aroma de jasmim;
Sou eu, cheiro de paixão em você.

 

Ana Alice
Campinas/Dezembro 2009


*******

 

Cheiro da Paixão
Wellington Fontes Menezes

 

Dos olhos aturdidos em inquieto braseiro,
Tudo são sementes de perplexidade e descontentamento,
O que arde silenciosamente em chama urticante,
Nada é tão mordaz do que a sutura da ausência.

 

No porta-retrato jaz a pálida moldura em sentinela,
Lembranças fragmentárias conservadas em potes de fel,
De tantos passos que peregrinei em sua direção,
Um súbito precipício brotou diante de nossa ópera.

 

A fragrância do seu corpo era o elã que aturdia a minha alma,
Que machucava os sentidos a cada brusco afastamento,
O medo do repentino abandono era latente e inexplicável,
Previsível, até mesmo o Sol tem hora certa para se esvair.

 

Na ponta dos meus dedos residiam flagrantes do sabor,
As memórias do cheiro embalavam as narinas nauseadas,
O seu amor em conta-gotas foi uma centelha indolente e evasiva,
A minha dedicação foi como grãos de pólen pedidos em asfalto cru.

 

A sua renúncia foi como uma tosca provação de temor,
A sua incógnita verdade se escondeu como rara pérola em ostra,
Suas mentiras ofenderam a quaisquer bocejos de dignidade,
A arquitetura do pedestal ruiu em plena praça pública.

 

Não guardo mágoas ou outros caprichos de efêmero rancor,
No meu peito não há espaço para tais inúteis quinquilharias,
Quantas vezes você sentiu o aroma de alguma paixão?
O compromisso mesquinho com o ego foi maior do que a capacidade de elevação.

 

Não lamento pela infâmia dos seus subterfúgios,
Não assinarei o julgamento moral pela sua insensatez,
Sua covardia correu como putrefatos dejetos em céu aberto,
E ainda não renunciei ao rarefeito oxigênio das pueris querelas do amor.

 

O perdão não é a etiqueta preferencial de minhas vestes,
Porém, se sinta livre para saborear as restingas de moradas alheias,
Em outros ares, o seu cheiro se evacuará entre novos afagos e demais enganos,
Como herança, sua tez não ignorará a ausência do meu aroma que um dia foi sorvido.

 

Paixão, arcaísmo tolo e dono de um aroma quase esquecido,
Para quem não aprendeu a sentir pelo olfato subcutâneo a sutileza amorosa,
Poucos realmente se aventuram nos labirintos do desconhecido,
Um sabor acre do vazio assolará a fútil manjedoura do inodoro conforto.

 

Na despedida não foi parido sequer um digno aceno de adeus,
Sem fogos de artifícios ou lágrimas perdidas em flancos de paralelepípedos,
No nosso chão salgado, agora não se sinta frustrada pela sua canhestra apatia,
Quiçá se algum dia possa compreender a validade aromatizante da paixão...

 

Wellington Fontes Menezes
3 Jan 2010 - São Paulo

 

*******

 

Cheiro  de  Paixão

Ervin Figueiredo
 
Da moça vem o cheiro
Que embriaga a solidão,
Roubando sorrateiro
O sorrir do coração.
 
Deixa na alma da gente
Perfume de bem querer,
Com aroma de bolo quente
Que dá vontade de comer!
 
Como fosse dama da noite
De cheirinho estonteante,
Bate igualzinho um açoite,
No coração do amante.

Um perfume tão singular
Que impregna em nossa mão,
Faz a gente se arrepiar:
Assim é o cheiro da paixão!
 
Ervin Figueiredo 
05/ jan/ 2010  Americana/ SP
 
 
*******
 
Cheiro de Paixão...
Luiz Gonzaga Bezerra
 
Amor, meu amor.
Na sua alma fiz morada
Fiz de você minha flor
Chamo-te de mulher amada.
 
Nas noites na cama
Deito em seus braços
Inalo a paixão
Advinda da tua alma.
 
Seu rosto meigo
Seu corpo torneado
Sua boca vermelha
Doma minha alma.
 
Mulher cheiro da paixão
Vibrante sensível amada
Encanto das manhãs
Vivo contigo na alma.
 
Luiz Gonzaga Bezerra
05/01/2010
 
*******
 
Cheiro da Paixão
Kedma O’liver
 
Sinto na pele
Leve arrepiar
Você chegando
Num lindo gingar
 
Sentidos aguçam
Sinto no ar
Doce perfume
Me embriagar
 
Cheiro de pele
Mistura de suor
Corpos abraçados
Cheio de amor

Doce languidez
Roupas ao chão
Sorriso no rosto
Cheiro de paixão
 
Kedma O'liver
*******
 
Cheiro de Paixão
António Barroso (Tiago)
 
O odor que se solta do torrão que se esboroa,
traz a húmida lembrança dos teus pés
percorrendo os caminhos na minha direcção;
 
os lençóis que se amarrotam, lançam perfumes
dos nossos corpos suados, rolando juntos
na loucura daqueles momentos de sublime paixão;
 
a rosa que perde a cor no longo tempo de clausura,
deixa cair as pétalas, uma a uma, na renda
que cobre a pequena mesa onde assenta o cristal;
 
a penumbra invade o quarto, palco de amores
vividos na ansiedade dum último momento,
com a sofreguidão do faminto perante o manjar;
 
a janela cerra-se na esperança de se reabrir
no dia em que vieres correndo para os meus braços,
deixando que o vento te roube o lenço de seda;
 
devagar, para que o pensamento se habitue,
abandona-se aquele lugar de terna cumplicidade,
deixando, no ar, pairando, o cheiro da paixão.
 
António Barroso (Tiago)
*******
Cheiro de Nossa Paixão
Sueli do Espírito Santo
 
Ah! esse nosso cheiro de paixão
entorpece, faz-me perder o chão
perco a razão, perco o meu juízo
simplesmente por estar apaixonada
a vida parece estar meio parada
como seu eu estivesse no paraíso
vivendo nos versos de um poeta
a doce paixão que me completa
é o amor iluminando meu sorriso.
 
Sueli do Espírito Santo
 
*******
Paixão
Juçara Medeiros Lasmar

Música suave, convite à dança
uma taça de vinho, luz fraca
olhos nos olhos, paixão ardente
uma alça que cai, um ombro nu
corpos colados no ritmo morno
do som do violino.

Paixão ardente, lábios vermelhos
paletó no chão, aroma de cabochard,
o som de um tango.

Nos lençóis de cetim
dois corpos suados
dormindo cansados
de muito se amar.

Juçara Medeiros Lasmar

*******
O Cheiro de Paixão
Odir, de passagem

O cheiro de paixão seria quando
fosse de primavera o ano inteiro,
a rosa de teu corpo tendo o cheiro,
o teu cheiro de rosa me rondando!

O cheiro de uma rosa perfumando
o teu colo, d’um róseo costumeiro,
o teu ventre, de rosas um canteiro,
esse teu cheiro de rosais florando!

O cheiro de paixão seria a rosa
se ao meu amor servisse de amuleto,
se eu pudesse vertê-la em verso e prosa.

Mas impossível sendo, eu me cometo
a descrevê-la flor demais cheirosa
das rosas que perfumam meu soneto.

Odir Milanez da Cunha

*******
Cheiro da Paixão
Graça Ribeiro

Ah! este amor desesperado rasga
as minhas angústias feito faca
penetra o tempo da saudade
traz o brilho que nunca se apaga
neste destempero da felicidade

Ah! esse amor que parece tortura
esquece a roupa sobre a cama
abre a torneira de todos sentidos
usa o silêncio como trama
e bebe a alma dos perdidos

Ah! todo esse amor que me desperta
coloca todo meu corpo em alerta
morde minha pele em arrepios
embriagam-me seu cheiro e sabores
vivendo em mim todos os amores

Ah! Esse amor que é mais que loucura
é paixão que perdeu senso e censura
e ao se ver assim entre mil palavras
fecha os olhos e revive com ternura
deste amor que é todo poesia pura

Graça Ribeiro
 
 
*******
 
Esse Teu Cheiro Doce
José Ernesto Ferraresso

É doce esse cheiro que sinto
quanto te beijo, e te desejo,
nos nossos momentos íntimos.
Fico desesperado e
sinto tua respiração ofegante
quando está entrelaçada em meus braços.
Esse teu cheiro doce, como mel
me convence e me excita.
Cheiro tentador, odor de paixão,
romântica quando me entregas .
Esse cheiro sempre me persegue,
quando estamos perto um do outro.
É esse cheiro sensual,
do teu batom carmim
que fez nossa relação
nunca chegar ao fim.

José Ernesto Ferraresso
Serra Negra

*******

Cheiro de Paixão...
Maria Lucia Amberget

O campo umedecido pela névoa
e meu coração nublado
pela paixão,
seu cheiro,
seus carinhos,
seus beijos
arrebatando em meu ser
grandes emoções.

As flores molhadas pelo orvalho
e o suor de nossos corpos
transformam em gotículas
após tudo que vivemos.
Sinto o cheiro do amor,
da paixão,
o pulsar do coração.

Maria Lucia Amberget
Macaé, 10 de janeiro de 2010

 

 

Música: Heart to Heart, by Ernesto Cortazar

 

 

 

 

 

 

 

Voltar Menu

 

 

 

Livro de Visitas

 

 

 

Editado por Ligi@Tomarchio®